Champions League Oásis Clube

Arte: Jorge Vaz

Coluna do Julay

Por: Júlio César Scarpelli

Enfim a Champions League chega ao Oásis Clube. A maior competição interclubes futebolística ganha contornos e provoca expectativa e emoções aos associados e comunidade do entorno do Clube mais charmoso da Grande Belo Horizonte. Idealizado pelo Diretor de Esportes Luciano Chantal Machado e com a chancela do Presidente Lulu, a Champions League Oásis Clube é uma realidade e reúne os 6 maiores ganhadores da competição: os espanhóis Real Madrid e Barcelona, o alemão Bayern de Munique, o britânico Liverpool, o italiano Milan e o holandês Ajax.
Em um mundo de realidade e fantasia, os atletas para cada equipe foram divididos em critérios técnicos, etários, utilizando-se de inteligência natural e randômica. Usou-se da tabela universal, em que os times jogarão entre si e os dois primeiros pontuados, após a primeira fase, farão a grande final, havendo também disputa para o bronze.
O torneio teve início no último domingo do mês das noivas e três jogos movimentaram a manhã dominical no Ginásio Poliesportivo:
Barcelona 4 x 4 Milan
O jogo bem articulado deu mostra e lampejos do Barcelona do Guardiola e o Milan da Geração Pirlo, Dida, Maldini, Seedorf…
O time catalão contou com: Kinho, Magno Guinho, Luciano Mico, Joel Cruel, Julay, Joãozinho, Walter Rogério e Teco. Ficaram ausentes o Tizumba e o Moc.
O Milan teve: Alfredo Góes, Léo Porquinho, Marcelão, Maurílio, Silas e Thiaguinho. Não jogaram o Tadeu e Camarão.
4 a 4: Kinho e Teco em Hat-trick marcaram para o Barcelona, enquanto Alfredo Góes, Marcelão, Silas e Thiaguinho fizeram os gols milaneses.
Detalhe insólito, daqueles que se não tivesse sido filmado ninguém acreditava: O Barcelona ganhava por 4 a 3, faltando 2 minutos o Milan empatou. O Capitão do Barça pede tempo. Nisto chega uma fotógrafa do staff de um patrocinador e adentra os arredores e pede aos atletas para posicionar para foto. Fotografia tirada, o juiz apita e manda os jogadores retornarem Ou seja, tempo em vão, tática para os segundos restantes ficou a ver navios.
Bayern 3 x 3 Ajax
O Bayern de Munique jogará em uma cidade que traz boas lembranças para sua gigantesca torcida. Foi em Belo Horizonte, contra o Cruzeiro Esporte Clube que o Bayern, em 1976, conquistou seu primeiro título mundial de clubes, em que Beckenbauer, Dirceu Lopes, Raul, Sepp Mayer, Joãozinho, Gerd Muller, Eduardo Rabo de Vaca, Piazza, Andersson, Nelinho, Palhinha, Rummenigge, Jairzinho… fizeram o 0 a 0 mais artístico da história do esporte bretão. A mesma Belo Horizonte, o mesmo Mineirão, que em 2014, pela semifinal da Copa do Mundo, foi palco da goleada história da Seleção da Alemanha em cima da brasileira pelos famosos 7 a 1, recheados dos bávaros: Neuer, Schweinsteinger, Thomas Muller, Philipp Lahm, Boateng… fica a pergunta: dará os alemães de novo?
Neste primeiro compromisso germânico o jogo foi contra o Ajax.
E o nome Ajax no Oásis Clube provoca indagações e delírios. Inspirado na matriz holandesa, foi criado o Ajax Futsal para disputar a Copa das Panelas, torneio interno de grande repercussão. E neste embaralho na fusão de atletas de naipes diversos, envergaram a camisa vermelha e branca, citando alguns: Cruyff, Badé, Van Basten, Marcone, Frank de Boer, Teco, Krol, Sílvio Mico, Ruud Geels, Christiano, Luciano Mico, Robertinho, Cacá, Wilton Zoreia, Maurílio, Koeman, Osvaldo, Rijkaard, BergKamp…
E este Ajax de 2024 conta novamente com o badalado Badé e o maior parceiro do Camarão, o Sílvio Mico.
3 x 3. Empate justo, o Bayern teve as ausências do petardo de Nilo, o arisco Luiz Guilherme e do voluntarioso Osvaldo Miguel, que assumiu a cadeira de técnico e orientou e administrou contendas fazendo o rodízio dos alemães: Alex Baleia, Digão, Henrique, Léo Fontes, Léo Melo e Tomaz.
Já o Ajax, comandado pelo Jorge Kapeta, além do Badé e Sílvio Mico, teve Carlinhos Presidente, Francesco Peluso, Matheus Barata, Marlon, Messinho, Rogério Roque e o excelente José Jarbas.
Para o Bayern marcaram Léo Fontes, Léo Melo e Digão e descontaram para o Ajax o Marlon, Sílvio Mico e José Jarbas.
Liverpool 3 x 4 Real Madrid
Haroldo Ancelotti dá nó em Boca
No melhor jogo da primeira rodada, Liverpool e Real Madrid fizeram jus à tradição e encantaram os que tiveram a oportunidade de estarem in loco e aqueles que viram pelo Youtube com os ecléticos Leo, Pablo e Welder, no Canal Oficial do Oásis Clube.

O Liverpool do experiente e consagrado Técnico Boca contou com: Evânio, Alex Pelusinho, Alfredinho, Giovanni Didi, Guilherme 98, Ronilson Barata, Well, Welberth e William Rei.
O Real Madrid de Haroldo Ancelotti não pôde contar com o Carlão, Fredão e Vinícius. Teve: Álvaro, Átila, Kal, Paulo, Marlon e Thiago.
O time da terra dos Bealtles tem muito jogador de peso e na ânsia de dar minutagem a todo elenco, Boca se enrolou e foi engolido pelo Haroldo Ancelotti. Foi um entra e sai para tentar ajustar o parceiro ideal para o Alfredinho, que inclusive fez 3 gols, mas que foi minimamente observado e pautado por Haroldo.
No esquema armado pelo Haroldo Ancelotti, Kal jogou estilo Toni Kroos, atacando e defendendo em mesma toada, fazendo como costumeiro mais um golaço. Thiago, ainda tentando recuperar de lesão, entrou pouco e Paulo teve algumas parições pontuais para dar refresco ao Álvaro Gomes, que encarnou uma mistura de Pepe com Sérgio Ramos e cumpriu o que Haroldo propôs, com direito a ocupar espaço junto à canhota do Alfredinho, impedindo mais gols.
Boca ainda tentou um Goleiro Linha com o Giovanni Didi, mas foi ineficaz.
Enquanto isso… o Átila… ah… o Átila, o Rei dos Hunos, o galáctico, mostrando habilidade do Raul e explosão de Cristiano Ronaldo decide e faz 3 gols, levando a vitória para Madrid. Final: Real Madrid 4 x 3 Liverpool.
No domingo, 30 de junho de 2024, ao alvorecer, teremos mais um capítulo.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O que você procura?

Veja mais

Esportes

Champions League Oásis Clube

Arte: Jorge Vaz Coluna do Julay Por: Júlio César Scarpelli Enfim a Champions League chega ao Oásis Clube. A maior competição interclubes futebolística ganha contornos

LEIA MAIS >>
×